Dona de coleção de bolsas de grife avaliadas em 500 mil reais, mulher de Eduardo DP é funcionária fantasma na AL-MA

Mesmo gozando de uma vida milionária, a mulher do empresário Eduardo José Costa Barros, vulgo Eduardo DP, preso pela Polícia Federal (PF) na última quarta-feira, 20, (reveja) figura como funcionária fantasma da Assembleia Legislativa do Estado do Maranhão (AL-MA).

Segundo apurou reportagem do Blog do Maldine Vieira, Larissa da Silva Torres Costa é lotada na Procuradoria Geral e ocupa o cargo comissionado do tipo assessor parlamentar, sob matrícula 0001660224.

Ainda segundo apurou a reportagem, Larissa Costa tem salário bruto de R$ 7.949,03. Com descontos de INSS e IRRF, a mulher do empresário recebe pouco mais de R$ 6 mil mensais, valor considerado ínfimo se comparado ao padrão de vida exercido pela pupila.Na operação que prendeu Eduardo DP, por exemplo, a PF apreendeu uma coleção de bolsas da grife Chanel avaliadas em quase R$ 500 mil, além de relógios da rolex e colares e pulseiras de grife do próprio empresário.

A estada de Larissa no parlamento estadual se dá pela relação intima que DP mantém com o presidente Othelino Neto. Em outubro de 2021 este Blog já havia denunciado o caso (reveja).

Em reportagem publicada há pouco mais de um mês, o blog também publicou uma foto uma foto em que o presidente Othelino aparece prestes a embargar na aeronave do empresário, revelando o grau de intimidade entre ambos.

Fonte: Maldine Vieira

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.